Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Instituto Estadual de Florestas - IEF

Governo de Minas assume protagonismo na agenda climática mundial durante a COP26, na Escócia

PDFImprimirE-mail

Foto: Gil Leonardi/ Imprensa MG

Governo de Minas assume protagonismo na COP26

O estado lidera o ranking nacional de geração de energia solar fotovoltaica, segundo a Absolar

 

Minas Gerais terá posição de destaque na comitiva brasileira que viaja até Glasgow, na Escócia, para participar da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), entre os dias 31/10 e 12/11. Representando o Governo de Minas na agenda sustentável mundial, a secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília Melo, será importante liderança feminina em eventos que vão discutir, junto a outras autoridades mundiais, ações concretas para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e o controle das mudanças climáticas no planeta.

A secretária será a representante dos governos estaduais brasileiros na COP e estará acompanhada pelo secretário-Geral do Estado, Mateus Simões; pelo presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Sérgio Gusmão; e pela coordenadora do Núcleo de Sustentabilidade, Energia e Mudanças Climáticas da Feam, Larissa Oliveira.

 

No dia 11/11, o governador Romeu Zema participará da conferência como um dos principais palestrantes no painel de abertura do Evento de Ação sobre Cidades, Regiões e Ambiente Construído. Na ocasião, ele falará sobre a adesão pioneira de Minas Gerais à campanha Race To Zero.

“É uma honra saber que Minas está na vanguarda e que pode dar exemplo para outros estados, pela forma como tratamos essa pauta, com o maior respeito e empenho", reforça o governador. "Precisamos ser criativos e buscar soluções que nunca foram implementadas", completa Zema.

Coalizão Global

No dia 6/11, a secretária Marília Melo será a representante do Estado em reunião com a primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, e com a presidente do Climate Group, Joan MacNaughton, sobre a coalizão Under2. O movimento tem a adesão de Minas, junto a outros 260 governos que representam 1,75 bilhão de pessoas e 50% da economia global.

A Under2 é uma coalizão de governos subnacionais que visa alcançar a mitigação das emissões de gases de efeito estufa. Nela, os participantes assumem compromisso com uma ação climática ambiciosa, conforme as diretrizes do Acordo de Paris.

Também no contexto da coalizão Under2, a comitiva mineira participará da Assembleia Geral da Coalizão Under2 no dia 7/11. A agenda é uma oportunidade para que os governos sejam ouvidos sobre as mudanças climáticas. Trata-se de uma oportunidade única, não apenas para compartilhamento do conhecimento e experiências em primeira mão, mas também para mostrar as leis e políticas que os governos têm implementado, e desafiar a comunidade internacional a desempenhar o seu papel.

Durante a Assembleia Geral, serão apresentados os planos de ação dos governos subnacionais que evidenciem como estão enfrentando os desafios colocados ao atingir as metas net zero. Todos os governadores, primeiros-ministros e ministros da Coalizão foram convidados para participar pessoalmente ou virtualmente.

Investimentos sustentáveis

Outra agenda importante com participação do Estado será no evento entre atores brasileiros e investidores sustentáveis junto ao princípe de Gales, Charles Philip. O intuito é reunir uma coalizão de esforços global que compartilha a visão em torno da necessidade de acelerar o progresso em direção a um futuro sustentável. Minas Gerais será representada no evento pela secretária Marília Melo e pelo presidente do BDMG, Sérgio Gusmão.

Portfólio

Durante a COP26, além da participação nos eventos, o Governo de Minas compartilhará as experiências realizadas em nível local, já desenvolvidas e em desenvolvimento no Executivo estadual e no setor produtivo, para minimizar os impactos das alterações do clima na vida da população. Todo o trabalho foi reunido em um portfólio virtual que será apresentado na conferência, e que está disponível para consulta no site da Feam.

Uma das pautas apresentadas no portfólio é a transição energética para fontes renováveis. Atualmente, segundo levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Minas Gerais lidera o ranking nacional com 18,4% da potência instalada de geração de energia solar fotovoltaica em todo o Brasil, o que permite evitar a emissão de 394 mil toneladas de gases de efeito estufa por ano.

Também integram a comitiva brasileira vai à Escócia o deputado estadual e presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Noraldino Júnior, e o procurador-geral de Justiça de Minas, Jarbas Soares Júnior.

Agência Minas

IEF|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades